Administração de Garantias

Os processos de administração de garantias definem as regras e procedimentos referentes à movimentação de garantias e cobertura de chamada de margem para a estrutura de salvaguardas. Existem aspectos importantes com relação ao processo de administração de garantias que devem ser destacados:

1. Maior integração das movimentações de garantias com os eventos de liquidação; 

Para a fase 2 do projeto, a administração de garantias prevê um elevado grau de integração com os eventos de liquidação, isto é, pagamentos, recebimentos, entregas e depósitos de ativos. Dessa forma se permite que ativos e/ou recursos depositados em garantia sejam entregues para cumprimento de obrigações de liquidação em troca dos respectivos direitos (ativos e/ou recursos), desde que haja melhora ou manutenção do perfil de risco da carteira considerada. Essa característica propicia maior eficiência na administração intradiária da liquidez dos participantes, evitando situações onde há dupla necessidade de recursos ou ativos.

2. Pool integrado de garantias com avaliação conjunta com a carteira de posições.

O pool integrado de garantias permite que as garantias depositadas por cada cliente sejam utilizadas de forma eficiente, atendendo a todos os mercados nos quais o cliente possui operações. Além disso, conforme já implantado na fase 1 do projeto, a carteira de garantias é avaliada juntamente com a carteira de ativos e contratos do cliente, propiciando compensação de exposições a fatores de risco comuns e maior aceitação de ativos sem liquidez imediata, dependendo das características da carteira considerada.

3. Maior flexibilidade e otimização na realização de movimentações de garantias;

Depósito e Retirada de ações: Conforme já implantado na fase 1 do projeto, as transferências de ações para garantias podem ser efetuadas sem a necessidade de mudar de agente de custódia. Podem ser realizadas somente com a mudança entre carteiras e confirmação no sistema de garantias. 

Transferência de garantias entre contas: As transferências de garantias entre contas são automatizadas, podendo ou não ser realizadas em conjunto com as posições da carteira. 

Movimentação de Garantias: Para a fase 2 do projeto é disponibilizada também a possibilidade de movimentar vários ativos de uma única vez, via tela ou mensagem.

4. Melhor monitoração de chamada de margem;

Conforme já implantado na fase 1 do projeto, os clientes com déficit de margens são informados no Monitor de Chamada de Margem. São debitados pelo Sistema de Liquidação Financeira (SLF) apenas aqueles que não atenderem a chamada de margem até o horário limite.

5. Simulação de movimentações de garantias;

Conforme já implantado na fase 1 do projeto, é possível simular movimentações de depósitos, retiradas, distribuições e transferências de garantias, para que se tenha uma prévia do impacto das movimetações.

6. Padronização dos arquivos em extensão XML no modelo ISO 20.022. 


Para a fase 2 do projeto, os arquivos com informações de garantias tem extensão XML no modelo ISO 20.022.